Sendo tirado do fundo do baú, mais um filme da Madhouse chega à Netflix: A Garota que Conquistou o Tempo (Toki wo Kakeru Shoujo) para o mês de abril.

A trama segue Makoto Kono, uma estudante do ensino médio que começa a vivenciar estranhos eventos e consegue adquirir a habilidade de viajar através do tempo.

Por se tratar de um filme lançado em 2016 e possuir várias dublagens ao redor do mundo, fica inserto saber se o anime chegará com opção de áudio em português, o que infelizmente é pouco provável.

A Garota que Conquistou o Tempo estreia em 1° de abril na Netflix.

A Netflix fechou parcerias com cinco dos principais estúdios de animação do Japão para a produção de novas séries originais. A negociação aconteceu em duas etapas. Primeiro, acordos foram feitos com os estúdios Production I.G e Bones. Agora, somaram-se ao esforço as produtoras Anima, Sublimation e David Production.

As primeiras atrações dessas parcerias já estão definidas, incluindo a série de animação “Altered Carbon: Nova Capa”, da Anima, baseada na série original de ficção científica live-action da Netflix. Com a Sublimation, a Netflix desenvolve “Dragon’s Dogma”, baseada no videogame de mesmo nome aclamado pela crítica. E a David Production prepara “Spriggan”, adaptação do mangá de mesmo nome.

Esses títulos se juntam às séries que serão produzidas pela Production I.G e pela Bones. São elas: “Ghost in the Shell: SAC _2045”, novo capítulo da saga anime de “Ghost in the Shell”, da Production IG, com estreia na Netflix em 2020, e “Super Crooks”, da Bones, baseada nos quadrinhos criados pelo roteirista Mark Millar e pelo artista Leinil Francis Yu.

Além destas, também está em desenvolvimento “Vampiro no Jardim”, do Wit Studio, que pertence à I.G.
Os acordos de produção refletem o sucesso dos animes no catálogo da Netflix. A plataforma planeja atrair cada vez mais parceiros para desenvolver conteúdo exclusivo, visando se estabelecer como referência no setor.

Mitsuhisa Ishikawa, presidente e CEO da Production I.G, observou a grande vantagem que a Netflix oferece para as empresas de anime. “O acordo de produção vai permitir que nossos criadores possam ir além do ecossistema de negócios de anime japonês. Esta é uma grande oportunidade, que nos desafia a entregar o conteúdo exclusivo de nossos talentos para fãs de todo o mundo”, disse, no comunicado que anunciou as parcerias.

Finalmente foi revelado um trailer que nos dá uma melhor ideia de Fairy gone, uma série anime original do estúdio de animação P.A.WORKS, que vai estrear nas TVs a 7 de abril de 2019 (efetivamente dia 8 às 00:00). Em baixo fica uma nova imagem promocional.

No vídeo podemos ouvir o tema de abertura “KNOCK on the CORE” por [K]NoW_NAME (Grimgar of Fantasy and Ash, Sakura Quest).

Para além de animação pela P.A.WORKS (The Eccentric Family, A Lull in the Sea, Sayonara no Asa ni Yakusoku no Hana o Kazarō), vamos contar com direção de Kenichi Suzuki (Cells at Work!, JoJo’s Bizarre Adventure: Stardust Crusaders, Drifters), história de Ao Jūmonji (autor da novel Grimgar of Fantasy and Ash) e o design de personagens é de Takako Shimizu (JoJo’s Bizarre Adventure, Sōsei no Aquarion Love).

Com o slogna “Uma vez, as fadas eram armas”, o anime desenrola-se num mundo onde as fadas possuem e residem dentro dos animais, concedendo-lhes poderes especiais. Ao remover cirurgicamente e transplantar os órgãos de um animal possuído para um humano, os humanos podem parcialmente invocar a fada e usá-la como uma arma. Eventualmente, esses indivíduos foram usados para a guerra e chamados de “Soldados Fadas”. Depois de uma longa guerra, estes soldados perderam o seu propósito e tiveram que se reintegrar à sociedade. Do governo, para a máfia e até tornando-se terroristas, cada um segue o seu próprio caminho.

A história começa nove anos após o fim da guerra e centra-se na protagonista Maria. Maria é uma nova recruta de “Dorothea”, uma organização dedicada à investigação e repressão de crimes e incidentes relacionados com fadas. Mesmo em tempo de paz, o governo ainda é instável após a guerra. Muitos criminosos ainda têm feridas do conflito anterior, e há grupos terroristas empenhados em vingar-se. Esta é a história de soldados fada à procura da sua própria justiça num mundo pós-guerra caótico.

A GA Bunko anunciou hoje que está em produção uma adaptação para série anime da novel High School Prodigies Have It Easy Even In Another World (Choujin-Kokoseitachi wa Isekai demo Yoyu de Ikinuku Youdesu!). Podem ver aqui um primeiro vídeo promocional e Poster.

A animação é da responsabilidade do estúdio Project No.9 (And you thought there is never a girl online?, Girls Beyond the Wasteland, Tenshi no 3P), a direção é de Shinsuke Yanagi (And you thought there is never a girl online?, Angel’s 3Piece, The Ryuo’s Work is Never Done!), a história é de Deko Akao (Noragami, Flying Witch, After the Rain) e o design de personagens é de Akane Yano (And you thought there is never a girl online?, The Ryuo’s Work is Never Done!).

Quanto a seiyuu temos:

Yūsuke Kobayashi como Tsukasa Mikogami
Yūki Kuwahara como Liruru
Rina Hidaka como Ringo Ōhoshi
Natsumi Hioka como Shinobu Sarutobi
Hisako Kanemoto como Keine Kanzaki
Sayaka Kaneko como Aoi Ichijō
Shizuka Ishigami como Prince Akatsuki
Junji Majima como Masato Sanada.

Relativamente à história, no site oficial podemos ler:

No Japão, há sete alunos do ensino médio sobre-humanos que são gênios de classe mundial em várias áreas, desde governo até a economia e muito mais. Num dia fatídico, esses sete acabam num acidente de avião e acordam num outro mundo.

Encontrando-se num lugar desconhecido onde a magia e feras são reais, eles imediatamente entram em pânico – ou pelo menos é o que teria acontecido se eles fossem estudantes normais!

Se alguma coisa, estes sete estão realmente a utilizar os seus talentos para fazer coisas absolutamente ridículas para que possam ir para casa…

“Vamos com calma, porque se realmente nos soltarmos, tenho a certeza que acabaremos por destruir este mundo”.

A novel com ilustrações de Sacraneco começou a ser publicada em 2015 e o 8º volume vai ser lançado amanhã. Uma adaptação para mangá por Kōtarō Yamada começou a ser lançada em maio de 2016 e o 2º volume foi publicado a 22 de janeiro de 2019.

 

A distribuidora e produtora TOHO divulgou o trailer internacional da adaptação para live-action do mangá Kingdom, de Yasuhisa Hara, dirigida pelo experiente Shinsuke Sato (Bleach live-action). Assista:

Kingdom chega aos cinemas japoneses no dia 19 de abril.

Foi divulgado pela Bandai Namco o trailer de lançamento legendado em português de One Piece: World Seeker, RPG de mundo aberto baseado no mangá de sucesso criado por Eiichiro Oda. que chegará aos consoles esta semana. Confira:

One Piece: World Seeker chega ao Brasil com menus e legendas em português dia 15 de março para PlayStation 4, Xbox One e PC.

Aqui está o mais recente trailer de BAKUMATSU Crisis, a sequela a série anime baseada no jogo Bakumatsu Kareshi, vai estrear nas TVs a 4 de abril de 2019 (efetivamente dia 5 pelas 01:58).

A animação é do Studio Deen, a direção passou, no entanto, de Masaki Watanabe (KADO – The Right Answer, Bartender) para Mitsutoshi Satō (diretor de episódios de Shokugeki no Soma, Bakuman. 2), o guião é de Masahiro Yokotani (All Out!!, Free! – Iwatobi Swim Club franchise) e o design de personagens é de Hidekazu Shimamura (Clockwork Planet, Nodame Cantabile).

Na história do jogo original, a heroína está em Kyoto para passear quando recebe um misterioso relógio de bolso de um homem. A heroína usa o relógio e passa pelo portão torii de um santuário e é transportada para “outro” Bakumatsu 150 anos atrás, durante os anos finais do período Edo. A heroína deve então tentar encontrar um caminho de volta até ao presente.

A adaptação em live-action de Mobile Suit Gundam, que está sendo desenvolvido pela Legendary Pictures, terá o roteiro escrito por Brian K. Vaughan, informa o Deadline.

Connhecido por ser autor de quadrinhos de sucesso como Y: The Last Man, Ex Machina e Fugitivos; Vaughan também será o produtor executivo do longa.

A Legendary em parceria com Sunrise, que é responsável pela franquia de sucesso criada por Yoshiyuki Tomino, que completa 40 anos no próximo mês, desenvolve o longa para os cinemas. A produção ainda não possuí previsão de estreia e deverá ter co-produção da Warner Bros., estúdio que já deu um deslumbre para o público do personagem em Jogador N°1.

Mais informações em breve.

Em recente entrevista, o diretor de Dragon Ball Super: Broly, Tatsuya Nagamine, comentou sobre as cenas deletadas do longa, mas sem revelar se este conteúdo será lançado para como algum extra ou possível “versão do diretor” no Blu-ray, via CBM.

“Alguma das cenas que foram cortadas trazia uma luta entre Nappa e Raditz quando crianças. Enquanto a outra foi de um momento entre Vegeta e Raditz alguns instantes antes do Planeta Vegeta ser destruído.” disse Nagamine. O diretor falou ainda que parte daquilo que não chegou à versão lançada nos cinemas tratava-se do passado dos personagens.

Dragon Ball Super: Broly somou mais de US$ 100 milhões em todo o mundo. O Blu-ray será lançado em 16 de abril.

O site oficial de Shingeki no Kyojin – Ataque dos Titãs divulgou um pôster onde apresenta o visual dos personagens na segunda parte da terceira temporada do anime, que segundo a equipe de produção, terá muito mais ação, lutas, além de novas armas. Confira:

A continuação da 3ª temporada Shingeki no Kyojin terá 10 episódios e estreia na TV japonesa dia 28 de abril. O mangá é publicado no Brasil pela editora Panini e o anime está disponível no catálogo da Crunchyroll.