A revista V Jump anunciou hoje (21) que o novo arco do mangá de Dragon Ball Super, intitulado “Galactic Patrol Prisioner Arc“, vai começar a ser publicado a partir do dia 21 de dezembro.

Como já dito anteriormente, o capítulo 42 da obra de Toyotaro alcançou os eventos do anime antes de introduzir os novos personagens para o próximo arco.

Além disso, o novo capítulo apresentou uma breve recapitulação do filme Dragon Ball Super: Broly, o que indica que o mangá não irá adaptar os eventos do novo longa animado de Dragon Ball, como fez com filmes anteriores.

No Brasil, o mangá de Dragon Ball Super é publicado pela Panini.

Após revelar que irá lançar o mangá Erased e a edição física de Edens Zero no Brasil em dezembro, a editora JBC divulgou as capas e os primeiros detalhes das versões nacionais.

No Brasil, a primeira obra será lançada sob o título de “Erased – A cidade onde só eu não durmo“, a escolha se deu devido a junção do título internacional em inglês (Erased) com o original japonês (Boku dake ga Inai Machi). O primeiro volume terá 192 páginas em formato 13,2 cm x 20 cm. O valor ainda não foi anunciado pela JBC.

Criado por Kei Sanbe, Erased foi lançado no Japão em 2012 e contou com 9 volumes publicados. O mangá já inspirou uma adaptação live-action, que está disponível na Netflix, e uma adaptação em anime, disponível no Crunchyroll.

Já a edição física de Eden’s Zero, mais novo trabalho de Hiro Mashima, terá papel Lux Cream, formato 13,2 x 20 cm e irá custar R$ 23,90. Os capítulos em formato digital são lançados pela JBC toda quarta-feira.

O mangá Hunter x Hunter entrará em hiato novamente. A nova pausa acontece em dezembro, após a edição 52 da revista Shonen Jump. Como já é sabido, a obra entra constantemente em hiato devido à problemas de saúde do autor, Yoshihiro Togashi.

A última pausa havia sido em março desse ano e o retorno aconteceu em setembro.Publicado desde 1998 no Japão pela Shueisha, Hunter x Hunter possui 36 volumes publicados. No Brasil, o mangá é publicado pela JBC.

Foi revelado qual será o novo arco que o mangá de Dragon Ball Super vai apresentar após o fim da saga do “Torneio do Poder”. Para surpresa de todos, não será uma adaptação de Dragon Ball Super: Broly, e sim o arco “Galactic Patrol Prisoner”, que acontece logo após os eventos do filme.

Segundo a sinopse divulgada, Goku e Vegeta estão treiando juntos após o término do Torneio do Poder, quando de repente, Bulma aparece e mostra a eles uma mensagem deixada por Mr. Satan, onde relata apavorado que um estranho grupo surgiu em sua casa para sequestrar Majin Boo. A dupla de guerreiros vai em direção a casa de Satan e encontra estas pessoas levando Boo para uma nave conhecida. Ao tentar impedir, são atacados pelo grupo com uma poderosa arma capaz de deixar os Sayajins atordoados. Após recobrar a consciencia, Goku acorda no quartel general da Patrulha Galáctica, e são eles os responsáveis pelo sequestro de Boo. Eles explicam que precisaram fazer isso para retirar o Grande Kaioshin que está dentro de Boo, pois necessitam da ajuda deste ser para encontrar um terrivel crimonoso que fugiu da Patrulha Galáctica.

Ainda não se sabe como a divindade será retirada de Majin Boo, mas caso isso aconteça, ele poderá novamente se tornar violento, e automaticamente, perdendo seu jeito bondoso.

O arco “Galactic Patrol Prisoner” do mangá de Dragon Ball Super está previsto para ser lançado em dezembro no Japão. Aqui no Brasil, a obra é publicada pela editora Panini.

Um dos heróis mais famosos da Marvel, o Homem-Aranha, ganhará em breve uma aventura em estilo mangá. A informação foi revelada pelo autor Yusuke Osawa (Green Worldz), que revelou estar trabalhando em uma obra para o personagem.

“Finalmente foi anunciado. Eu vou fazer uma série especial do Homem-Aranha para a Marvel Manga Award.” disse.

Ainda sem maiores informações, especula-se que o título seja algo como Homem-Aranha: Eu não um Herói. O mangá especial será impresso pela Kodansha e será a segunda série da Marvel Manga Awards no Japão.

Boa notícia para quem ainda não conseguiu acompanhar Edens Zero, o mais recente trabalho do autor Hiro Mashima (Fairy Tail). A editora JBC anunciou que vai publicar a série em formato físico no Brasil, tal como já acontece no Japão desde setembro. A ideia da editora é lançar as edições físicas juntamente com o país de origem, trazendo inclusive, os buttons especiais ao país.

Edens Zero começou a ser lançado em formato digital em diversos países de forma simultânea desde o dia 27 de junho, inclusive por aqui em formato e-book (Kindle), ao preço de R$5,90 por capítulo.

O primeiro volume Edens Zero deve ser lançado ainda este ano pela JBC. Mais informações em breve.

A nova edição da revista Weekly Shonen Champion revelou que sua próxima edição, a ser lançada dia 20 de setembro, vai trazer um anúncio importante para o mangá Baki.

Baki the Grappler, de Keisuke Itagaki ganhou uma adaptação animada pelo TMS Entertainment em julho desse ano. É possível que a novidade tenha relação com o novo anime.

O mangá original, Grappler Baki, com 42 volumes foi publicado entre 1991 e 1999, seguido por Baki!! que foi até 2005 e Baki Hanma que foi encerrado em 2012, e a partir desse ano foi lançado o mangá Baki-Dou, que possui 22 volumes.

Baki – O Campeão estreia ainda este ano na Netflix.

O site oficial da revista Shonen Magazine revelou que o mangá Edens Zero, de Hiro Mashima (Fairy Tail), vai ganhar uma série especial de buttons representando os países onde é publicado simultaneamente com o Japão, são eles: França, Coreia do Sul, Estados Unidos, Brasil e Tailândia. Confira:

A linha apresenta versões com Shiki, Rebecca e Happy, e ao fundo a bandeira de cada país com uma frase característica daquela nacionalidade. O Brasil, onde o mangá é publicado pela JBC, ganhou seu button com a frase “Tamo Junto“.

Os buttons serão distribuídos no Japão pela editora Kodansha junto com o lançamento do primeiro volume de Edens Zero. Não foi divulgada previsão de lançamento nos demais países.

Os fãs de Hunter x Hunter nem se abalam mais com os hiatos sem fim que o mangá vem tendo ao longo dos anos, mas é impossível não deixar de perceber que todos comemoram quando surge algum anúncio de que a obra vai voltar da pausa, mesmo sabendo que será curta.

A Oricon revelou que a criação de Yoshihiro Togashi retornará as páginas da revista Shonen Jump a partir do dia 22 de setembro. Em janeiro deste ano, Hunter x Hunter havia voltado de um de seus muitos hiatos, mas foi novamente paralisado dois meses depois, sendo retomado este mês.

Os problemas de saúde de Togashi, que faz com que a publicação se torne irregular, levaram o autor até mesmo questionar se poderia vir a morrer antes de finalizar história de Hunter x Hunter.

O mangá é publicado no Brasil pela editora JBC.

Apesar dos fãs de Bleach ainda estarem inconformados com o final do mangá e anime, o autor Tite Kubo tem uma opinião bem diferente sobre o assunto. Numa recente entrevista, ele comentou sobre os problemas de saúde desenvolvidos ao longo dos anos por conta de seu envolvimento com a obra.

Kubo mencionou que poderia finalmente fazer uma pequena pausa, mas percebeu que havia algo e foi ao hospital. Ele disse que ao fazer alguns exames descobriu que o tendão de seu ombro havia rompido, e apesar do resultado, ainda não se sentia muito bem. O mangaká revelou que sentiu isso sem descobrir o motivo durante um ano, e que em dado momento percebeu que estava muito solitário. A pressão e os dias estressantes por trabalhar em um mangá semanal acabou causando tudo isso.

O autor disse ainda que durante a serialização de Bleach estava sempre pensando em diversos personagens e que isso fazia com tivesse várias pessoas dentro de sua mente, mas quando o finalizou, essas perturbações sairam de sua cabeça e ele não sabia o que faria com seu tempo dali por diante. Tite destaca que sua saúde não estava em más condições, mas sentia-se sozinho, dando a entender que isso o deprimiu. Ele finalizou dizendo passado tudo isso se deu conta, após muito tempo, que tinha vontade de voltar a trabalhar num mangá de novo.