Imagine você desenvolvendo uma história com o escopo da história de Naruto, que chega ao ponto de desenvolver conflitos globais com dezenas de personagens, um diferente do outro. Deve ser uma tarefa difícil pra caramba e cheia de dificuldades, não é mesmo? E ela é, e Masashi Kishimoto revelou qual foi a maior dificuldade dele ao desenvolver a história dos ninjas.

Segundo ele, o principal obstáculo não foram os prazos de entrega ou a dificuldade nos traços, e sim o número de personagens. Convenhamos, Naruto é provavelmente o anime com o maior número de personagens relevantes na história, e cada um deles conta com um design específico, técnicas em específico e assim por diante. Não deve ser nada fácil lembrar de tudo e entrelaçar essas histórias.

Para resolver esse problema, Kishimoto teve que contratar Mikio Ikemoto, que atualmente é o ilustrador responsável por Boruto. Graças a Ikemoto, por exemplo, Haku e Zabuza Momochi foram adicionados à história. Ikemoto desenvolveu esse arco enquanto Kishimoto desenvolvia os personagens do Exame Chunin, dessa forma, os dois conseguiam desenvolver pontos futuros da história sem descuidarem da qualidade do que seria entregue mais cedo, e deu no que deu: certo pra caramba.

Segundo Kishimoto, os editores queriam porque queriam um torneio na história de Naruto, afinal de contas, todo anime que se prese tem pelo menos um torneio, mas torneios significam diversos personagens novos, e isso leva um tempão, algo que Kishimoto não tinha. Dessa forma, Ikemoto acabou ganhando um monte de autonomia para ir desenvolvendo o que precisava ser desenvolvido enquanto ele dava conta dessa parte.

Que bom que a parceria deu certo, não é mesmo? Eu não sei vocês, mas a batalha que me conquistou e me convenceu a continuar vendo Naruto foi a dele e de Sasuke contra Haku, e Kakashi contra Zabuza.

6 respostas
  1. gabriel
    gabriel says:

    poxa vida . deve ser um sufoco, esse trabalho todo não foi por nada , foi para ter uma hestória muito legal e teve. NARUTO conserteza foi deficio para. fazer e tambem a quarta querra moi muito massa

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *