Mangá de Dragon Ball Super revela porque Freeza não traiu os guerreiros do Universo 7 no Torneio do Poder

No capítulo dessa semana de Dragon Ball Super, vimos tanto Kuririn quanto Tenshinhan sendo eliminados quase que de cara no Torneio do Poder, e o responsável por essas eliminações foi Frost, que recebeu informações de Freeza sobre as fraquezas do time dele.

Todo mundo achou aqui que Freeza havia traído do Time do Universo 7, mas Freeza havia feito aquilo, segundo ele mesmo disse, para que Frost confiasse nele e acabasse abrindo a guarda para que ele o eliminasse quando houvesse uma oportunidade.

No final das contas, o plano de Freeza deu certo, e ele eliminou Frost com a maior facilidade do mundo, um adversário que não seria tão fácil assim de ser batido caso Freeza realmente tivesse que lutar contra ele.

Freeza é claramente mais forte do que Frost, a diferença é que uma luta contra um adversário forte poderia desgastar um pouco o Rei do Universo, e Freeza está adotando no mangá uma estratégia semelhante à adotada por ele no anime de Dragon Ball Super, deixar os outros se cansarem para que ele faça o trabalho rápido e indolor, guardando-se assim para o final.

Depois de eliminar Frost, Freeza revela a Gohan os motivos dele de ter feito aquilo, e eles fazem bastante sentido se analisarmos eles friamente:

“Guarde o seu perdão. Isso será tudo em vão a menos que nós vençamos e sobrevivamos. Quando isso acontecer, eu vou acabar com todos os saiyajins eu mesmo”, disse Freeza a Gohan.

Ou seja, Freeza está momentaneamente aliado ao Time do Universo 7, mas isso ainda não quer dizer que ele passou para o lado do bem, e é muito provável que vejamos Goku e Vegeta enfrentando Freeza no futuro.

6 thoughts on “Mangá de Dragon Ball Super revela porque Freeza não traiu os guerreiros do Universo 7 no Torneio do Poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *