Comic Natalie revelou que está agora online o site oficial da adaptação para dois filmes live-action do mangá Tenshi ja Nai! de Kazuto Okada. Ambos os filmes são dirigidos por Shintarō Sakurai e vão estrear nos cinemas japoneses em abril de 2018.

O mangá de comédia romântica centra-se em Kazu Okada, um jovem que é constantemente intimidado na escola. Quando ele decide usar um poder demoníaco para amaldiçoar quem o atormenta, ele acaba por convocar uma linda demónio estagiária chamada Cele.

A idol Iroha Yanagi vai interpretar Cele em ambos os filmes. À idol juntam-se Aya Yoshizaki, Yūji Takao, Rina Sawayama, Kaori Hisamatsu e Rin Tachibana.

Sabemos que um novo filme de Dragon Ball está previsto para este ano e já foi revelado que os Saiyajins seriam o grande foco da história. Agora a revista japonesa V-Jump, embora não tenha revelado muito, deu um pouco mais de detalhes sobre o que veremos.

Segundo uma das páginas, o “tema do novo filme de Dragon Ball é a raça guerreira mais forte: Saiyajins” e que a trama deve explicar a origem da força de Goku e dos outros membros da raça (tradução via Ken Xyro).

É uma informação que já tinha sido indicada anteriormente, mas a confirmação levanta algumas questões: como eles vão explorar o passado dos Saiyajins para explicar a força da raça guerreira? O próprio autor Akira Toriyama e o anime já podem ter dado dicas sobre isso.

No anime, durante o Torneio do Poder, Vegeta diz para Kyabe que ele vencerá a competição e reviverá o Universo 6 com as Super Esferas do Dragão para que ele possa visitar o Planeta Sadala, a terra natal dos Saiyajins. É possível que o novo filme mostre esta viagem finalmente acontecendo e lá eles descubram mais sobre o passado da raça.

Seja este o caso ou não, talvez o filme finalmente explique sobre as S-Cells, células essenciais para a transformação dos Super Saiyajins. A existência delas foi revelada pelo próprio Toriyama há algum tempo, embora não tenha sido muito bem recebida pelos fãs.

Outra possibilidade é que o filme, de alguma maneira, explore os antepassados dos Saiyajins sobreviventes, como Yamoshi, o Super Saiyajin Deus original. A história dele já foi citada por Shen Long no filme A Batalha dos Deuses, mas Toriyama entrou em detalhes recentemente durante uma entrevista.

Claro, tudo isso pode finalmente pode acabar aparecendo oficialmente na franquia para que não fiquem apenas em entrevistas, mas também é possível que o filme tenha uma abordagem completamente diferente. O jeito é esperar.

O novo filme de Dragon Ball ainda não tem título revelado, mas está previsto para estrear em 2018.

A imagem promocional de Detective Conan: Zero’s Executioner (Detective Conan: Zero no Shikkounin), o 22º filme anime de Detective Conan (Case Closed) que vai estrear nos cinemas japoneses a 13 de abril de 2018.

A história começa com uma explosão súbita no Edge of Ocean, uma instalação da Cimeira de Tóquio. Depois da prisão de Kogoro Mori, Conan inicia uma investigação para provar a sua inocência, mas Toru Amuro, que deve ficar do lado da justiça, enfrenta Conan.

Este filme de Detective Conan vai ser dirigido por Yuzuru Tachikawa (Death Parade, Mob Psycho 100) que se estreia como diretor pela primeira vez na franquia Detective Conan.

Foi anunciado pela Make-Up and Hair Stylists Guild (Associação de Maquiagem e Cabeleireiros) que o filme live-action americano de Ghost in the Shell está disputando uma premiação.

O filme foi nomeado para a categoria de melhor maquiagem contemporânea. Deborah La Mia Denaver e Jane O’Kane, as duas artistas responsáveis pela maquiagem no filme, são creditadas para a premiação em questão.

Ghost in the Shell também pode concorrer ao Oscar na categoria de maquiagem e cabelo. Sua participação ainda está sendo decidida. O filme também teria chances de concorrer na categoria de efeitos visuais, mas a academia estreitou a lista de possíveis candidatos para apenas 10 filmes, excluindo Ghost in the Shell e tirando a possibilidade de participar na categoria.

O filme estreou no dia 31 de março de 2017 nos Estados Unidos, e em novembro, venceu a premiação Hollywood Professional Association Award, na categoria de melhor esquema de gradação de cores como recurso em um filme. Na mesma premiação, Ghost in the Shell, também foi nomeado para a categoria de melhores efeitos visuais em um Filme, mas não venceu esta premiação.

Sobre:
Ghost in the Shell, é uma franquia japonesa que teve início em 1989, com o mangá escrito e ilustrado por Masamune Shirow. Em 1995, o estúdio Production I.G, produziu o anime longa-metragem de mesmo nome, baseado no mangá. O filme foi um sucesso, além de ser considerado mundialmente um divisor de águas para o gênero de ficção científica, especialmente para o subgênero cyberpunk.

Em 2017 a franquia teve o seu primeiro live-action. Estrelado pela atriz americana Scarlett Johansson (que dentre sua extensa carreira, podemos citar os filmes da Marvel como Homem de Ferro e Os Vingadores) e dirigido pelo britânico Rupert Sanders (diretor de Branca de Neve e o Caçador).

No fim de semana de estreia de Ghost in the Shell, o filme arrecadou US$18,676,033 só nos Estados Unidos. Globalmente, estima-se que o live-action tenha gerado uma receita de cerca de 170 milhões de dólares (algo em torno de 550 milhões de reais na cotação atual).

Sinopse:
“Em um futuro pós-apocalíptico, Major (Scarlett Johansson) foi salva ao ser transformada num híbrido de humano e ciborgue. Ela lidera um esquadrão de elite, dedicado a combater crimes cibernéticos. Sua missão é encontrar um cracker extremista que ameaça a ordem tecnológica. Mas ela também tem uma missão pessoal para descobrir quem realmente é agora.”

No dia 3 de janeiro, o já conhecido filme dos fãs de anime Kimi no Na Wa estreou pela primeira vez nos canais de televisão da TV Asahi, marcando assim um novo ciclo do longa, sendo essa a primeira vez que é exibido sem ser em salas de cinema ou em serviços de streaming.

Por conta disso, uma discussão já existente na internet entre os fãs do filme voltou à tona (cuidado: Spoilers do final de Kimi no Na Wa à frente, leia por sua própria conta e risco) e seria que, originalmente, o diretor Makoto Shinkai teria idealizado um final para o filme em que Mitsuha Miyamizu e Taki Tachibana não conseguiriam se encontrar ou entender um ao outro, e que assim os dois terminariam separados, cada um em seu caminho, quando o anime acabasse.

O boato sugere que esse final teria sido descartado por decisão da própria distribuidora do filme, a Toho, que não aprovou a ideia de Makoto Shinkai, e acabou obrigando o diretor a descartá-lo e a mudar para um final feliz, como nos foi apresentado em Kimi no Na Wa.

Curiosamente, muitos fãs que acreditaram no boato ficaram felizes com a “decisão” da Toho, e mesmo após o filme passar na TV Asahi, muitas mensagens de agradecimento pela mudança ainda foram enviadas para a distribuidora.

Acontece que, como dito acima, isso tratava-se apenas de um boato. O próprio Makoto Shinkai postou em seu Twitter uma mensagem, comemorando a estreia de Kimi no Na Wa na TV, e de quebra aproveitando para negar toda essa história de alteração de final.

Confira a mensagem do Twitter de Makoto Shinkai, traduzida:

“Kimi no Na Wa finalmente estreou na TV, e eu recebi muitos comentários e opiniões novamente. Muito obrigado à todos! Um comentário muito repetido inclusive, de que o filme originalmente era para ter se encerrado logo após Taki e Mitsuha terem se cruzado, e que a companhia teria me obrigado a mudar para um final feliz. Isso é tudo um mal-entendido (risos). O final foi decidido na ideia original do filme, antes mesmo do roteiro ser escrito.”

Com isso, Makoto Shinkai encerrou mais uma discussão pertinente sobre Kimi no Na Wa na internet.

Enquanto isso, o filme segue bem nas televisões japonesas, e recebeu uma audiência positiva de 17.4%, sendo esse número 2.2% superior à marca atingida pelo filme Shin Godzilla, que estreou no mesmo canal em novembro de 2017.

O site oficial de Kakegurui revelou o trailer oficial da série live action, baseada na obra escrita por Homura Kawamoto e ilustrada por Tōru Naomura, que ira estreia na TV japonesa no dia 14 de janeiro.

A serie possui em seus elenco:

  • Minami Hamabe como Yumeko Jabami
  • Mahiro Takasugi como Ryōta Suzui
  • Aoi Morikawa como Mary
  • Taishi Nakagawa como Kaede Manyūda
  • Yurika Nakamura como Sayaka Igarashi
  • Natsume Mito como Runa Yomotsuki
  • Ruka Matsuda como Itsuki Sumeragi
  • Natsumi Okamoto como Yuriko Nishinotōin
  • Yūma Yamoto como Jun Kiwatari
  • Kiyo Matsumoto como Nanami Tsubomi
  • Miki Yanagi como Midari Ikishima

No site oficial podemos ler:

Academia Privada Hyakkaou. Uma instituição para os privilegiados com um currículo muito peculiar. Quando são os filhos e filhas dos mais ricos dos ricos, não é proeza atlética ou livros que vos mantêm à frente. É ler o vosso oponente, a arte do negócio. Que melhor maneira de aprimorar essas habilidades do que com um rigoroso currículo de jogos de azar? Na Academia Privada Hyakkaou, os vencedores vivem como reis, e os perdedores são colocados através do espremedor. Mas quando Yumeko Jabami se matricular, ela vai ensinar aos seus colegas o que é um verdadeiro vencedor!

O manga recebeu recentemente uma adaptação para série anime pelo estúdio (Zankyou no Terror), direção de Yuichiro Hayashi (Garo the Animation, PES: Peace Eco Smile), argumento de Yasuko Kobayashi (Attack on Titan, Garo the Animation, JoJo’s Bizarre Adventure, Shakugan no Shana) e design de personagens de Manabu Akita (episódios de JoJo’s Bizarre Adventure).

Kakegurui começou a ser lançado na Gangan Joker em Março de 2014. O manga inspirou dois mangas spinoff que são publicados na Gangan Joker.

O japonês Anime! Anime! perguntou aos japoneses quais eram para eles os melhores filmes anime de 2017.

Dos questionados 62% eram do sexo masculino e 40% tinham menos de 19 anos.

Em primeiro lugar ficou Sword Art Online: Ordinal Scale que reuniu 27,2% dos votos, aliás, o filme está entre os 27 pré-indicados para o prémio de Melhor filme animado nos Oscars.

1. Sword Art Online: Ordinal Scale
2. Fate/stay night Heaven’s Feel I. presage flower
3. No Game, No Life Zero
4. Gochūmon wa Usagi Desu ka?? Dear My Sister
5. Detective Conan: The Crimson Love Letter
6. Free! -Timeless Medley- Kizuna
7. Gekijōban Kuroko no Basuke Last Game
8. Girls und Panzer das Finale 1st episode
9. Free! -Take Your Marks-
10. Kizumongatari Part 3: Reiketsu
11. Free! -Timeless Medley- Yakusoku
12. The irregular at magic high school The Movie: The Girl Who Summons the Stars
13. Black Butler: Book of the Atlantic
14. Gekijō-ban Hibike! Euphonium: Todoketai Melody
15. Fireworks, Should We See it from the Side or the Bottom?
16. Code Geass – Hangyaku no Lelouch – Kōdō
17. Gekijōban Fate/kaleid liner Prisma Illya: Sekka no Chikai
18. Godzilla: Kaijū Wakusei
18. Genocidal Organ
18. Pokémon the Movie: I Choose You!

O ilustrador Mike Anderson divulgou duas incríveis artes inspiradas em ‘It – A Coisa‘, que se tornou o filme de terror a mais arrecadar dinheiro na história nos EUA.

O palhaço ficou AINDA MAIS SINISTRO em anime.

Confira:

 

A sequência teve sua estreia marcada para o dia 6 de setembro de 2019!

Andy Muschietti retorna, junto com os produtores Barbara Muschietti, Roy Lee, Dan Lin, Seth Grahame-Smith e David Katzenberg.

 Muschietty garantiu que o Capítulo 2 de ‘It: A Coisa‘ será mais sombrio do que a primeira produção.

Confira o TOP 10 das maiores bilheterias de filmes de terror nos EUA:

1. It – A Coisa (US$ 266 milhões)
2. O Exorcista (US$ 232,9 milhões)
3. Corra! (US$ 175,4 milhões)
4. A Bruxa de Blair (US$ 140,5 milhões)
5. Invocação do Mal (US$ 137,4 milhões)
6. Atividade Paranormal (US$ 107,9 milhões)
7. Entrevista com o Vampiro (US$ 105,2 milhões)
8. Atividade Paranormal 3  (US$  104 milhões)
9. Pânico (US$ 103 milhões)
10. Invocação do Mal 2 (US$  102 milhões)

E você o que acharia da adaptação do filme para um anime, teria coragem de assistir ? Comentem!

O site oficial da trilogia de filmes que reúnem a primeira temporada do anime de Full Metal Panic!, na versão do diretor, divulgou o trailer do segundo longa-metragem que será lançado nos cinemas dia 13 de janeiro. Confira:

O primeiro filme da trilogia estreou dia 25 de novembro, e o terceiro em 20 de janeiro.

O mangá de Shoji Gatoh também vai ganhar um novo anime em 2018, intitulado, Full Metal Panic! Invisible Victory. A produção está sendo realizada pelo estúdio XEBEC e está programada para ser lançada durante a primavera no Japão.

O que conhecemos sobre os Saiyajins? Tudo que vimos até agora na saga de Dragon Ball, passando por tudo que engloba a série Z e Super, podem estar perto de mudar. Durante os anos, Akira Toriyama criou diversos personagens icônicos. Muitos deles foram da raça guerreira que Goku e Vegeta fazem parte. Mas parece que o criador de Dragon Ball ainda tem muitos truques na cartola.

Novos detalhes sobre a trama do novo filme de Dragon Ball foram revelados. O longa animado foi anunciado na semana passada, durante a Jump Festa. A medida que as entrevistas que os criadores e produtores do anime vão sendo traduzidas, novas revelações também surgem. Pouco sabemos sobre o filme até o momento, além de que a Toei e Toriyama pretendem fazer deste o melhor filme já visto de Dragon Ball. No entanto, podemos ter certeza que veremos MUITOS Saiyajins nesta nova obra. Confira o comunicado lançado pela Toei:

“O tema deste notável novo filme será ‘Saiyajin’, a raça mais forte do Universo. Desde a Batalha dos Deuses, Goku sofreu novas evoluções e formas, desde o Super Saiyajin deus, o Super Saiyajin Azul e outras evoluções que usou para enfrentar muitos guerreiros invencíveis de múltiplos universos. Esta nova história vai focar na origem da força dos Saiyajins e o que significa ser um Saiyan.”

Saberemos mais sobre Yamoshi?

Ao explorar a origem da raça dos Saiyajins, podemos ter certeza que veremos novos personagens que podem entrar para o escalão dos grandes guerreiros. Claro que por mostrar eventos muito antigos, talvez nada chegue a impressionar tanto quanto o Instinto Superior de Goku. No entanto, podemos imaginar que veremos algo relacionado ao primeiro Super Saiyajin Lendário, chamado Yamoshi. Se isso se confirmar, ao menos mais cinco guerreiros da raça de Goku vão aparecer, uma vez que foi preciso a mesma quantidade de Saiyajins para transformar Yamoshi no lendário guerreiro, como aconteceu com Goku.

O time de Yamoshi é conhecido por ter enfrentado um grupo maléfico de guerreiros da mesma raça. Então, se realmente o filme focar nesse arco, veremos a Guerra Civil Saiyajin.

O que você espera desse novo filme? Comente!