O site oficial da série de filmes Digimon Adventure tri. revelou um novo trailer de seu sexto e ultimo filme, intitulado Digimon Adventure tri. Bokura no Mirai (Our Future). O longa ira estreia nos cinemas japoneses no dia 5 de maio deste ano.

Digimon Adventure tri.- Chapter 1: Reunion estreou em Novembro de 2015,Digimon Adventure tri.- Chapter 2: Determination estreou em Março de 2016, Digimon Adventure tri.- Chapter 3: Confession estreou em Setembro de 2016, Digimon Adventure tri. Soushitsu (Perda) estreou a 5 de Fevereiro de 2017 e Digimon Adventure tri. Kyousei estreio em 30 de setembro de 2017 e arrecadou mais de 100 milhões de Ienes (cerca de 882.457 dólares) durante o período em que esteve em cartaz nos cinemas japoneses.

A Motion Picture Producers Association of Japan revelou quais foram os filmes anime mais lucrativos de 2017.

Podem consultar em baixo o TOP 10. Quais foram os vossos filmes anime favoritos de 2017?

1. Detective Conan: The Crimson Love Letter (¥6.89 bilhões)
2. Doraemon the Movie 2017 : Nobita’s Great Adventure in the Antarctic Kachi Kochi (¥4.43 bilhões)
3. Gintama (¥3.84 bilhões)
4. Pokemon the Movie: I Choose You! (¥3.55 bilhões)
5. Kimi no Suizou o Tabetai (¥3.52 bilhões)
6. Mary and The Witch’s Flower (¥3.29 bilhões)
7. Yo-kai Watch: Soratobu Kujira to Double no Sekai no Daibouken da Nyan! (¥3.26 bilhões)
8. Sword Art Online The Movie: Ordinal Scale (¥2.52 bilhões)
9. Shinobi no Kuni (¥2.51 bilhões)
10. Confession of Murder (¥2.41 bilhões)

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou na terça-feira (23/01) os indicados para o 90º Oscar. para os fãs das produções japonesas, a péssima notícia é que nenhum filme anime recebeu indicações. Os 5 filmes que irão concorrer ao prêmio de melhor longa-metragem animado são:

Viva: A Vida é uma Festa (Coco)
O Touro Ferdinando (The Story Of Ferdinand)
O Poderoso Chefinho (The Boss Baby)
Com Amor, Van Gogh (Loving Vincent)
The Breadwinner

O filme Viva recebeu mais uma indicação a Canção Original por “Remember Me”.

Já na categoria Curta de Animação os indicados ao Oscar foram: Dear Basketball, Garden Party, Lou, Negative Space e Revolting Rhymes.

Na lista dos pré-indicados ao Oscar 2018, 5 filmes animes estavam no páreo, mas não conseguiram:

Kono Sekai no Katasumi ni (Neste Canto de Mundo), de Sunao Katabuchi (Studio Mappa):

Koe no Katachi (A Silent Voice), de Naoko Yamada (Kyoto Animation):

Sword Art Online: Ordinal Scale, de Reki Kawahara (A-1 Pictures):

Hirune Hime ~Shiranai Watashi no Monogatari~, de Kenji Kamiyiama (Studio Signal MD)

Mary to Majo no Hana (Mary and the Witcher’s Flower), de Hiromasa Yonebayashi, sendo a primeira produção do Studio Ponoc, produtora que montou após sua saída do Studio Ghibli:

Outro destaque é o filme live-action Ghost In The Shell da Paramount Pictures, que estava na lista dos pré-indicados na categoria efeitos visuais, também não recebeu indicação.

A cerimônia de entrega do Oscar 2018 será realizada no dia 4 de Março 2018, em Los Angeles.

No ano passado, um recorde de 27 filmes foram submetidos para nomeação, incluindo Kingsglaive: Final Fantasy XVThe Red Turtle e Kimi no Na wa (your name). Somente The Red Turtle recebeu uma indicação, porém o Oscar 2017 de melhor animação foi para o filme Zootopia da Disney.

Dia 19 de fevereiro de 2018 a Netflix vai disponibilizar por stream o filme live-action baseado no manga Fullmetal Alchemist, da mangaka Hiromu Arakawa, que estreou nos cinemas nipónicos a 1 de dezembro de 2017.

Quanto a atores vamos contar com:

  • Ryosuke Yamada como Edward Elric.
  • Tsubasa Honda como Winry Rockbell.
  • Dean Fujioka como Roy Mustang.
  • Ryûta Satô como Captain Maes Hughes.
  • Yo Oizumi como Major Shou Tucker.
  • Yasuko Matsuyuki como Lust.
  • Kanata Hongou como Envy.
  • And Shinji Uchiyama como Gluttony.

O mundo de Fullmetal Alchemist é baseado no período pós-Revolução Industrial europeu. Situado num universo ficcional em que a alquimia é uma das mais avançadas técnicas científicas conhecidas pelo homem. A história desenrola-se à volta dos irmãos Edward e Alphonse Elric, que desejam restaurar os seus corpos após uma desastrosa tentativa de trazer a sua mãe falecida de volta à vida através da alquimia.

O manga de Fullmetal Alchemist inspirou em 2003 uma série anime e o seu filme sequela, Fullmetal Alchemist: The Movie – Conqueror of Shamballa, em 2005. Já em 2009 estreou Fullmetal Alchemist: Brotherhood, uma segunda série anime que seguiu mais de perto os acontecimentos do manga. Em 2011 estreou um filme spinoff intitulado Fullmetal Alchemist: The Sacred Star of Milos.

Comic Natalie revelou que está agora online o site oficial da adaptação para dois filmes live-action do mangá Tenshi ja Nai! de Kazuto Okada. Ambos os filmes são dirigidos por Shintarō Sakurai e vão estrear nos cinemas japoneses em abril de 2018.

O mangá de comédia romântica centra-se em Kazu Okada, um jovem que é constantemente intimidado na escola. Quando ele decide usar um poder demoníaco para amaldiçoar quem o atormenta, ele acaba por convocar uma linda demónio estagiária chamada Cele.

A idol Iroha Yanagi vai interpretar Cele em ambos os filmes. À idol juntam-se Aya Yoshizaki, Yūji Takao, Rina Sawayama, Kaori Hisamatsu e Rin Tachibana.

Sabemos que um novo filme de Dragon Ball está previsto para este ano e já foi revelado que os Saiyajins seriam o grande foco da história. Agora a revista japonesa V-Jump, embora não tenha revelado muito, deu um pouco mais de detalhes sobre o que veremos.

Segundo uma das páginas, o “tema do novo filme de Dragon Ball é a raça guerreira mais forte: Saiyajins” e que a trama deve explicar a origem da força de Goku e dos outros membros da raça (tradução via Ken Xyro).

É uma informação que já tinha sido indicada anteriormente, mas a confirmação levanta algumas questões: como eles vão explorar o passado dos Saiyajins para explicar a força da raça guerreira? O próprio autor Akira Toriyama e o anime já podem ter dado dicas sobre isso.

No anime, durante o Torneio do Poder, Vegeta diz para Kyabe que ele vencerá a competição e reviverá o Universo 6 com as Super Esferas do Dragão para que ele possa visitar o Planeta Sadala, a terra natal dos Saiyajins. É possível que o novo filme mostre esta viagem finalmente acontecendo e lá eles descubram mais sobre o passado da raça.

Seja este o caso ou não, talvez o filme finalmente explique sobre as S-Cells, células essenciais para a transformação dos Super Saiyajins. A existência delas foi revelada pelo próprio Toriyama há algum tempo, embora não tenha sido muito bem recebida pelos fãs.

Outra possibilidade é que o filme, de alguma maneira, explore os antepassados dos Saiyajins sobreviventes, como Yamoshi, o Super Saiyajin Deus original. A história dele já foi citada por Shen Long no filme A Batalha dos Deuses, mas Toriyama entrou em detalhes recentemente durante uma entrevista.

Claro, tudo isso pode finalmente pode acabar aparecendo oficialmente na franquia para que não fiquem apenas em entrevistas, mas também é possível que o filme tenha uma abordagem completamente diferente. O jeito é esperar.

O novo filme de Dragon Ball ainda não tem título revelado, mas está previsto para estrear em 2018.

A imagem promocional de Detective Conan: Zero’s Executioner (Detective Conan: Zero no Shikkounin), o 22º filme anime de Detective Conan (Case Closed) que vai estrear nos cinemas japoneses a 13 de abril de 2018.

A história começa com uma explosão súbita no Edge of Ocean, uma instalação da Cimeira de Tóquio. Depois da prisão de Kogoro Mori, Conan inicia uma investigação para provar a sua inocência, mas Toru Amuro, que deve ficar do lado da justiça, enfrenta Conan.

Este filme de Detective Conan vai ser dirigido por Yuzuru Tachikawa (Death Parade, Mob Psycho 100) que se estreia como diretor pela primeira vez na franquia Detective Conan.

Foi anunciado pela Make-Up and Hair Stylists Guild (Associação de Maquiagem e Cabeleireiros) que o filme live-action americano de Ghost in the Shell está disputando uma premiação.

O filme foi nomeado para a categoria de melhor maquiagem contemporânea. Deborah La Mia Denaver e Jane O’Kane, as duas artistas responsáveis pela maquiagem no filme, são creditadas para a premiação em questão.

Ghost in the Shell também pode concorrer ao Oscar na categoria de maquiagem e cabelo. Sua participação ainda está sendo decidida. O filme também teria chances de concorrer na categoria de efeitos visuais, mas a academia estreitou a lista de possíveis candidatos para apenas 10 filmes, excluindo Ghost in the Shell e tirando a possibilidade de participar na categoria.

O filme estreou no dia 31 de março de 2017 nos Estados Unidos, e em novembro, venceu a premiação Hollywood Professional Association Award, na categoria de melhor esquema de gradação de cores como recurso em um filme. Na mesma premiação, Ghost in the Shell, também foi nomeado para a categoria de melhores efeitos visuais em um Filme, mas não venceu esta premiação.

Sobre:
Ghost in the Shell, é uma franquia japonesa que teve início em 1989, com o mangá escrito e ilustrado por Masamune Shirow. Em 1995, o estúdio Production I.G, produziu o anime longa-metragem de mesmo nome, baseado no mangá. O filme foi um sucesso, além de ser considerado mundialmente um divisor de águas para o gênero de ficção científica, especialmente para o subgênero cyberpunk.

Em 2017 a franquia teve o seu primeiro live-action. Estrelado pela atriz americana Scarlett Johansson (que dentre sua extensa carreira, podemos citar os filmes da Marvel como Homem de Ferro e Os Vingadores) e dirigido pelo britânico Rupert Sanders (diretor de Branca de Neve e o Caçador).

No fim de semana de estreia de Ghost in the Shell, o filme arrecadou US$18,676,033 só nos Estados Unidos. Globalmente, estima-se que o live-action tenha gerado uma receita de cerca de 170 milhões de dólares (algo em torno de 550 milhões de reais na cotação atual).

Sinopse:
“Em um futuro pós-apocalíptico, Major (Scarlett Johansson) foi salva ao ser transformada num híbrido de humano e ciborgue. Ela lidera um esquadrão de elite, dedicado a combater crimes cibernéticos. Sua missão é encontrar um cracker extremista que ameaça a ordem tecnológica. Mas ela também tem uma missão pessoal para descobrir quem realmente é agora.”

No dia 3 de janeiro, o já conhecido filme dos fãs de anime Kimi no Na Wa estreou pela primeira vez nos canais de televisão da TV Asahi, marcando assim um novo ciclo do longa, sendo essa a primeira vez que é exibido sem ser em salas de cinema ou em serviços de streaming.

Por conta disso, uma discussão já existente na internet entre os fãs do filme voltou à tona (cuidado: Spoilers do final de Kimi no Na Wa à frente, leia por sua própria conta e risco) e seria que, originalmente, o diretor Makoto Shinkai teria idealizado um final para o filme em que Mitsuha Miyamizu e Taki Tachibana não conseguiriam se encontrar ou entender um ao outro, e que assim os dois terminariam separados, cada um em seu caminho, quando o anime acabasse.

O boato sugere que esse final teria sido descartado por decisão da própria distribuidora do filme, a Toho, que não aprovou a ideia de Makoto Shinkai, e acabou obrigando o diretor a descartá-lo e a mudar para um final feliz, como nos foi apresentado em Kimi no Na Wa.

Curiosamente, muitos fãs que acreditaram no boato ficaram felizes com a “decisão” da Toho, e mesmo após o filme passar na TV Asahi, muitas mensagens de agradecimento pela mudança ainda foram enviadas para a distribuidora.

Acontece que, como dito acima, isso tratava-se apenas de um boato. O próprio Makoto Shinkai postou em seu Twitter uma mensagem, comemorando a estreia de Kimi no Na Wa na TV, e de quebra aproveitando para negar toda essa história de alteração de final.

Confira a mensagem do Twitter de Makoto Shinkai, traduzida:

“Kimi no Na Wa finalmente estreou na TV, e eu recebi muitos comentários e opiniões novamente. Muito obrigado à todos! Um comentário muito repetido inclusive, de que o filme originalmente era para ter se encerrado logo após Taki e Mitsuha terem se cruzado, e que a companhia teria me obrigado a mudar para um final feliz. Isso é tudo um mal-entendido (risos). O final foi decidido na ideia original do filme, antes mesmo do roteiro ser escrito.”

Com isso, Makoto Shinkai encerrou mais uma discussão pertinente sobre Kimi no Na Wa na internet.

Enquanto isso, o filme segue bem nas televisões japonesas, e recebeu uma audiência positiva de 17.4%, sendo esse número 2.2% superior à marca atingida pelo filme Shin Godzilla, que estreou no mesmo canal em novembro de 2017.

O site oficial de Kakegurui revelou o trailer oficial da série live action, baseada na obra escrita por Homura Kawamoto e ilustrada por Tōru Naomura, que ira estreia na TV japonesa no dia 14 de janeiro.

A serie possui em seus elenco:

  • Minami Hamabe como Yumeko Jabami
  • Mahiro Takasugi como Ryōta Suzui
  • Aoi Morikawa como Mary
  • Taishi Nakagawa como Kaede Manyūda
  • Yurika Nakamura como Sayaka Igarashi
  • Natsume Mito como Runa Yomotsuki
  • Ruka Matsuda como Itsuki Sumeragi
  • Natsumi Okamoto como Yuriko Nishinotōin
  • Yūma Yamoto como Jun Kiwatari
  • Kiyo Matsumoto como Nanami Tsubomi
  • Miki Yanagi como Midari Ikishima

No site oficial podemos ler:

Academia Privada Hyakkaou. Uma instituição para os privilegiados com um currículo muito peculiar. Quando são os filhos e filhas dos mais ricos dos ricos, não é proeza atlética ou livros que vos mantêm à frente. É ler o vosso oponente, a arte do negócio. Que melhor maneira de aprimorar essas habilidades do que com um rigoroso currículo de jogos de azar? Na Academia Privada Hyakkaou, os vencedores vivem como reis, e os perdedores são colocados através do espremedor. Mas quando Yumeko Jabami se matricular, ela vai ensinar aos seus colegas o que é um verdadeiro vencedor!

O manga recebeu recentemente uma adaptação para série anime pelo estúdio (Zankyou no Terror), direção de Yuichiro Hayashi (Garo the Animation, PES: Peace Eco Smile), argumento de Yasuko Kobayashi (Attack on Titan, Garo the Animation, JoJo’s Bizarre Adventure, Shakugan no Shana) e design de personagens de Manabu Akita (episódios de JoJo’s Bizarre Adventure).

Kakegurui começou a ser lançado na Gangan Joker em Março de 2014. O manga inspirou dois mangas spinoff que são publicados na Gangan Joker.