A Hobby Japan revelou que está em produção uma adaptação para série anime da novel [New Life+] Young Again in Another World (Nidome no Jinsei o Isekai de) de MINE.

A série anime vai estrear nas TVs em outubro de 2018,a direção é de Keitaro Motonaga (School Days, Jormungand, Digimon Adventure tri.) aos comandos do estúdio Seven Arcs Pictures (Basilisk: The Ouka Ninja Scrolls), o guião é de Takamitsu Kouno (Minami-ke Tadaima, Utawarerumono: The False Faces, Gabriel DropOut) com o apoio de Touko Machida (Chaika the Coffin Princess), Koujirou Nakamura (Mobile Suit Gundam Twilight AXIS) e Chabo Higurashi (Memories Off 3.5). O design de personagens é de Makoto Takahoko (Thunder Jet, Fastest Finger First).

No site oficial podemos ler:

De repente, do nada. “Renya Kunugi, você faleceu!”, assim disse a jovem que se autodenominou Deus. Aparentemente, Renya Kunugi, o protagonista, viveu muito e prosperou. A sua vida já chegou a um final pacífico e satisfatório, mas a pedido de “Sua Santidade”, ele foi transportado para um mundo alternativo para começar uma nova vida como um jovem. Renya, que era um japonês comum, acaba a lutar contra bandidos e monstros. Eventualmente, depois de mostrar os seus talentos numa força de pura grandeza, ele vai continuar a deixar a sua marca neste mundo alternativo.

A Monthly Young Magazine revelou que Naoki Serizawa vai terminar o seu mangá Psycho Bank na próxima edição da revista a 20 de junho.

Psycho Bank começou a ser publicado em 2015 e o segundo volume foi lançado a 6 de abril de 2018. A história segue o estudante do ensino médio Mirai, que pensou que podia prever o futuro, até que um poder esmagador transforma a sua vida.

Foi hoje divulgada uma nova imagem promocional da adaptação para série anime do mangá de horror Happy Sugar Life de Tomiyaki Kagisora. Em baixo fica o design da personagem Kikuko Inoue e a imagem promocional.

Com estreia agendada para julho de 2018 a animação é do estúdio Ezo’la, a direção é de Nobuyoshi Nagayama (My Girlfriend is Shobitch) sob a supervisão de Keizou Kusakawa (Kan Colle, Fuuka), o guião é de Touko Machida (DIVE!!) e o design de personagens é de Shōko Yasuda (Seven Mortal Sins).

Quanto à história:

A estudante do ensino médio Matsuzaka Satou encontra Shio, por quem ela está convencida de que sente amor verdadeiro pela primeira vez. Satou pode parecer doce e inocente, mas não há nada que ela não fará para proteger a sua vida juntas, inclusive cometer homicídio. Mas de onde ela adquiriu a pequena menina e quanto tempo pode durar a sua “Happy Sugar Life”?

Kan Gao, da Freebird Games, revelou no YouTube que o jogo To the Moon, vai ser adaptado para um filme anime. Este projeto é resultado de uma colaboração entre a China e o Japão, com empresas chinesas responsáveis pelo financiamento e empresas japonesas que vão produzir o filme.

Gao afirmou que não pode confirmar quais as são empresas que estão envolvidas no projeto, mas afirmou que as empresas são “grandes estúdios de animação”. Ele revelou igualmente que o grande financiador do filme é a chinesa Ultron Event Horizon e que o filme tem um orçamento ligeiramente superior ao do filme anime Kimi no Na wa. (your name.).

To the Moon foi lançado para PC em 2011 e para dispositivos iOS e Android em 2017. No site oficial podemos ler:

To the Moon é um RPG de aventura indie, sobre dois médicos que atravessam as memórias de um homem agonizante para cumprir o seu último desejo de ir à lua.

A Freebird Games em dezembro de 2017 lançou uma sequela chamada Finding Paradise.

Aqui estão dois trailers da série anime original Sirius the Jaeger. O primeiro trailer destaca os Jaegers e o segundo os vampiros.

Com estreia agendada para julho de 2018 a animação é da responsabilidade do estúdio P.A.WORKS, a direção é de Masahiro Ando, Kinu Nishimura é o designer de personagens originais, Mai Matsuura e Souichirou Sako são responsáveis pela direção de animação, o guião é de Keigo Koyanagi e a banda sonora é de Masaru Yokoyama.

No site oficial podemos ler:

Capital Imperial, 1930.
Um estranho grupo de pessoas carregando caixas de instrumentos musicais chega à estação de Tóquio.
Eles são chamados de “Jaegers”, e vieram para caçar vampiros.
Entre eles, havia um jovem de impressionante serenidade e aura incomum.
O seu nome é Yuliy, um lobisomem cuja aldeia natal foi destruída por vampiros.
Yuliy e os Jaegers envolvem-se em batalhas mortais por um misterioso ítem sagrado conhecido apenas como “O Arco de Sirius”.
Que verdade espera por eles no final …?
Com eterna afinidade e uma espiral de conspirações entrelaçadas, o altamente esperado anime de ação e suspense começa!

Quanto a seiyuu temos:

Yuliy:Yuto Uemura
Mikhail:Takahiro Sakurai
Willard:Kenyu Horiuchi
Dorothea:Nanako Mori
Philip:Yusuke Kobayashi
Fallon:Shunsuke Takeuchi
Hideomi Iba:Junji Majima
Ryoko Naoe:Rie Takahashi
Akimoto:Hinata Tadokoro
Yevgraf:Kenjiro Tsuda
Kershner:Takehito Koyasu
Agatha:Sayaka Ohara
Klarwein:Nobuo Tobita

A 25ª edição deste ano da Weekly Shonen Jump revelou mais dois personagens My Hero Academia 3.

Temos assim:

Shuhei Matsuda como Gang Orca, o #10 pro hero, Quirk –> Orcinus

Kenta Kamakari como Edgeshot, o #5 pro hero, Quirk –> Foldabody

A animação é da responsabilidade dos estúdios Bones (Blood Blockade Battlefront, Fullmetal Alchemist), a direção é de Kenji Nagasaki (Gundam Build Fighters, Classroom Crisis, No. 6), o argumento é de Yousuke Kuroda (Gundam Build Fighters, Honey and Clover, Trigun) e o design de personagens é de Yoshihiko Umakoshi (Air Master, Heartcatch Precure!, Berserk).

A história de Boku no Hiro Academia desenrola-se à volta de Izuku Midoriya, um jovem que não tem poderes especiais e que vive num mundo onde é comum as pessoas terem poderes especiais. Mesmo assim ele sonha em um dia se poder vir a tornar num Herói.

A Crunchyroll revelou quais são os animes que estrearam na temporada de Primavera de 2018 que mais são vistos pelos brasileiros.

Em cima podem ver o gráfico por cada estado sendo que a série anime Megalobox, que comemora os 50 anos do mangá Ashita no Joe, está destacada em primeiro lugar, Sword Art Online Alternative Gun Gale Online surge num longínquo segundo lugar e a adaptação para série anime de Persona 5 é o anime favorito do Acre.

A animação de Megalobox é do estúdio de animação TMS Entertainment (Lupin III, ReLIFE), a direção é de You Moriyama (diretor de animação de Lupin III: The Woman Called Fujiko Mine, e designer de Kabaneri of the Iron Fortress e Attack on Titan), o guião é da autoria de Katsuhiko Manabe (Shin Kyūseishu Densetsu Hokuto no Ken: Raoh-den Gekitō no Shō, Shin Kyūseishu Densetsu Hokuto no Ken: Raoh-den Junai no Shō) e Kensaku Kojima (Shinya Shokudō).

No site oficial podemos ler:

Uma cidade miserável em meio a uma terra desolada. Uma motocicleta acelera furiosamente, levantando nuvens de areia e pó. Seu piloto é o protagonista desta história, um sujeito sem nome e sem passado.
Tudo que ele tem é seu nome de lutador – Junk Dog – e uma técnica que desenvolveu com seu parceiro Gansaku Nanbu para armar lutas de MEGALOBOX, seu sustento do dia a dia.
Embora extremamente habilidoso, ele não está incomodado o bastante para mudar de vida, mas também não está satisfeito com sua situação atual.
JD está entediado, resignado, desgostoso. Ele vive frustrado em uma vida às sombras da fama.
Enquanto isso, sob o sol brilha Yukiko Shirato, herdeira da Shirato Konzern – a família dominante da elite. Para avançar sua carreira, Yukiko decide usar MEGALOBOX para organizar um grande evento: MEGALONIA, um torneio para coroar o campeão do MEGALOBOX. Sua intenção é que o MEGALOBOX Yuri, sob contrato com ela, vença e torne-se campeão para promover os equipamentos da marca Shirato e aquecer os negócios. Campeão vigente de MEGALOBOX há alguns anos, Yuri é movido por uma forte autodisciplina e vontade própria de treinar, além de possuir a técnica e a presença de um verdadeiro campeão. O homem é um exemplo claro de virtuosidade.
Esta é a história de JD e seu rival, Yuri. Uma história acelerada sobre o encontro entre sombras e luz, que começa quando seus caminhos se cruzam.

Lembrando que Tokyo Ghoul, High DxD Hero, Steins;Gate 0 não estão disponíveis no catalogo.

Este fim-de-semana no evento Anime Central foi revelado que o estúdio de animação Signal.MD está a trabalhar na produção de um anime original chamado Chikyuugai Shounen Shoujo. Podem abaixo uma imagem promocional.

Ainda sem grandes informações foi confirmado que a direção e guião são de Mitsuo Iso (Den-noh Coil, Kill Bill) e que o design de personagens é de Kenichi Yoshida (Eureka Seven).

Dragon Ball Super pode ter entrado em hiato no final de março, mas felizmente os fãs do anime poderão acompanhar uma produção inédita e cheia de fan service em Dragon Ball Heroes.

Nela, aliás, uma das coisas que Dragon Ball Super ficou devendo vai acontecer, e finalmente veremos Gohan mitando com uma transformação nova. Hoje, falaremos um pouco mais sobre isso.

Atenção: falaremos sobre spoilers de Dragon Ball Heroes abaixo. Você foi avisado!

Como o jogo se passa anos após os acontecimentos de Dragon Ball GT, o anime também incorpora os personagens desta produção do universo de Dragon Ball, que não é considerada canônica.

Nela, vimos Goku e Vegeta atingirem o nível Super Saiyajin 4, uma transformação que realmente impactou os fãs ao longo dos anos, mas sabe quem mostrará também essa transformação em Dragon Ball Heroes? Ele mesmo, Gohan.

O personagem, que meio que foi uma decepção durante todo Dragon Ball Super e que quase não deu as caras em Dragon Ball GT finalmente chegará ao nível do pai, e mostrará bastante poder neste anime novo.

Abaixo, vocês conferem um dos vídeos promocionais do jogo Dragon Ball Heroes com a transformação de Gohan:

Esta não é a única transformação de personagem inédita dentro do jogo, já que ele conta também com Vegeta usando o Instinto Superior, Trunks Super Saiyajin 3, e outras transformações que basicamente são o fanservice que todos os fãs queriam ver acontecendo.

Ainda não sabemos exatamente quando Gohan vai usar essa transformação e para enfrentar qual adversário, mas será bem interessante ver o que o filho do Goku vai demonstrar aqui.

Dragon Ball Heroes será lançado em julho no Japão. Ainda não sabemos se o anime chegará ao ocidente ou não, mas torcemos para que isso aconteça.

O filme de Dragon Ball Super chega aos cinemas no dia 14 de dezembro de 2018.

Assim como em outras adaptações, a história de um anime e de um mangá costumam ser bem parecidas. Muitas vezes iguais. Entretanto, no caso de Dragon Ball Super, as coisas estão tomando outro rumo. O torneio do poder vem mostrando grandes diferenças e no último exemplar não foi diferente. O mangá está realmente partindo para outra direção.

Os fãs viram Piccolo e a Android 18 serem eliminados muito cedo. E o mais estranho é que no mangá, Gohan não teve nenhum grande momento até agora. Assim, é possível que o filho de Piccolo Goku possa ter algo guardado, que não foi mostrado no anime e que será explorado no mangá.

No caso da Android 18, ela não durou nem um pouco no torneio. Ao invés de ter aquela sinergia com o 17, lutando contra Ribrianne, a mulher de Kuririn simplesmente foi eliminada, sem nenhum momento memorável. Este fato até deixou os fãs bem irritados com o mais recente capítulo do mangá.

Desta forma, o Universo 7 ficou com 6 guerreiros na arena, sendo: Goku, Vegeta, Gohan, Freeza, Androide 17 e Mestre Kame. É uma formação parecida com a do anime, mas ao mesmo tempo bem diferente. Isso por conta de cenas que ocorreram no desenho que serão impossíveis aqui. Quem não se lembra do Goku lutando junto com os Androids? Pois é, nada disso no mangá. Assim, ainda fico bem curioso para saber o que estão guardando para Gohan, ou se ele será eliminado sem destaque algum.

E você, o que acha que pode estar acontecendo no mangá de Dragon Ball Super? Será que veremos um final diferente? Eu começo a acreditar que sim…